"Get Out" é um filme de horror em que o monstro é o racismo.

Get Out de Jordan Peele

Realizado por Jordan Peele de Key and Peele e MADtv, “Get Out” é um filme de horror onde o monstro é o racismo, com estreia hoje (24 de Fevereiro) nos cinemas americanos.
Chris e Rose são um casal multi-racial que decide finalmente fazer uma viagem para se apresentarem aos pais da última. Ao longo da viagem para o meio das montanhas vão-se deparando com casos isolados de racismo, coisa que Chris (infelizmente) enfrenta com experiência. O choque chega com a reacção dos pais de Rose que aparentam adaptar-se com naturalidade à realidade, ao mesmo tempo que tentam esconder uma série de segredos macabros sobre as suas relações inter-raciais.
É uma mistura entre o típico desenvolvimento de filme de horror com uma injecção de horror real, misturado com sátira e até surrealismo: a história de um homem negro da cidade no meio dos subúrbios brancos, onde o racismo se manifesta de forma aterradora mas sombriamente passiva. Não há ódio em primeiro plano, mas sim uma adoração desmesurada e artificial por Chris, bombardeado de elogios ao seu físico, perguntas sobre as suas aptidões sexuais ou comparações com celebridades negras: o que se chama hoje em dia de micro-agressões, que muitos podem achar ser um ataque à ala conservadora, mas que na realidade é uma chamada de atenção à cultura liberal branca que não se apercebe que pode ser também culpada de racismo. Óbvio que todo este exercício acaba por descambar, não fosse este um filme de horror auto-consciente que também aponta os canhões a todos os outros filmes do género.

Este tipo de humor não é uma novidade para quem acompanha Jordan Peele em Key and Peele, onde não faltam sketches sobre bi-racialidade e sobre a ideia de que a sociedade branca tem sobre a cultura bi-racial ou negra, mas “Get Out” é definitivamente um up-to 11 nos exercícios que Jordan faz sobre relações inter-raciais.

Com nota 100% no Rotten Tomatoes, “Get Out” vai certamente fazer as delícias de quem percebeu o “Cabin In The Woods“.

 

1 I like it
0 I don't like it

Deixa um comentário: